Ir al contenido principal

Entradas

Destacados

“Os vinte estranhos negros”

Escravos de Angola nos EUA

Nova Iorque já falou kikongo e kimbundu. Manhattan já foi terreiro de batuque. Os primeiros africanos a chegar às colónias que formaram os Estados Unidos da América eram escravos do Reino do Congo e do Dongo. A história começou em 1619. Com um ataque de piratas.


A linha do Equador ficara para trás. Vindo de Luanda, o São João Bautista navegava as águas do trópico norte. No porão, escravos capturados pelos portugueses nos reinos do Congo e do Dongo. Destino final: Porto de Veracruz, Vice-Reino da Nova Espanha, o México actual. Os dias de viagem parecem intermináveis. Onda vai, onda vem…. onda vai, onda vem…
(Cristalizamos o momento. Deixemos o barco navegar nessa lentidão de mares lá atrás, no tempo.)
Soyo, 2013. Joe Mozingo palmilha lodaçais e canais da boca do rio Zaire. O jornalista norte-americano do diário Los Angeles Times procura, desorientado, o antigo porto negreiro que ali existia.
- “Onde porto?”, pergunta o surfista californiano no seu português básico…

Entradas más recientes

Destravar a língua

Sacudindo o pó binário

Carta aos meus amigos (excertos)

México: E tem o resto

México: De costa a costa

"Paloma Negra", Lila Downs

México: Política, traidores e os States

México: Narco e risadas

Interregno

Nada